OS VALORES DO ROTARY

1. Serviços humanitários

2. Companheirismo

3. Diversidade

4. Integridade


Notícias distritais

Clube de Lins promove reflexão sobre a organização

Visando apresentar detalhes sobre o Rotary International para os associados mais recentes e relembrar curiosidades aos mais antigos, os rotarianos que fazem parte do Rotary Club de Lins-Norte, no Distrito 4480 do Rotary International, promoveram na última reunião ordinária uma apresentação com o jornalista Márcio Cavalca Medeiros, associado do Rotary Club de Marília-Pioneiro, do Distrito 4510 do Rotary International, que promoveu uma série de provocações e reflexões sobre os motivos que levam uma pessoa a ser rotariana e continuar na organização por muito tempo. “Foi uma noite bem diferente, em que pudemos pensar, refletir e analisar nosso comportamento dentro do clube”, comentou o presidente do clube rotário linense, o agropecuarista Luis Alfredo Marques. Durante aproximadamente uma hora o convidado instigou os rotarianos e convidados a pensarem no significado que a organização mundial proporciona a cada um, bem como o devido valor que ela tem nas vidas das pessoas. “É preciso encontrar uma razão valiosa para nos dedicarmos a uma organização mundial como o Rotary que tem o foco na humanidade”, disse Márcio Cavalca Medeiros ao apresentar conceitos, curiosidades, sugestões, normas e regras, e exemplos de obras e associados. “É preciso que haja um significado e uma razão de estarmos fazendo parte de um Rotary Club”, frisou. “Não pode participar por participar, sem razão, significado ou importância”, completou. “O tempo é valioso e precisa ser bem utilizado, e estar no Rotary é uma doação constante que precisar valer a pena”, argumentou ao citar várias razões de se estar num Rotary Club. Segundo Márcio Cavalca Medeiros a família precisa compreender o verdadeiro papel do familiar que faz parte do Rotary Club. “O rotariano precisa ter noção da importância dele dentro do clube e a família saber a importância do parente e do clube para a comunidade local”, enfatizou o jornalista que esteve como Governador do Distrito 4510 do Rotary International, na Gestão 2011-12. “Nosso concorrente é a família, afinal, tiramos o rotariano da família para participar de atividades humanitárias na comunidade”, apontou. “Se a família não compreender isso, e valoriza-lo, dificilmente ele permanece na organização por muito tempo”, explicou ao valorizar o cônjuge do associado para a manutenção dele no quadro associativo. “A família do associado tem que fazer parte das atividades do clube”, afirmou. Para o presidente do clube rotário linense, Luis Alfredo Marques, foi importante o encontro realizado, antes do término da gestão, que será concluída este mês. “A presença do Governador Márcio serviu para motivar o clube, principalmente para a próxima gestão, afinal estamos vivendo um bom momento e isso precisa ser mantido constantemente”, disse o agropecuarista que encerra a gestão para o início dos trabalhos da próxima diretoria que inicia a gestão a partir do dia primeiro de julho. “Muitas vezes estamos no clube de maneira automática”, disse o atual presidente. “Precisamos refletir constantemente nossa presença dentro do clube e procurar fazer parte da organiza comprometido e interessado”, defendeu o dirigente rotário de Lins. #Eficaz Comunicação Empresarial Ltda – ME

Postado em 22 de Junho de 2017 por

Contribuintes extraordinários para a Fundação Rotária

Com o objetivo de estimular as grandes contribuições para a Fundação Rotária, o empresário Hiroshi Shimuta, associado do Rotary Club de São Paulo-Aeroporto, no Distrito 4420 do Rotary International; juntamente com o médico Celso Gonçalves Alves, associado do Rotary Club de Cachoeiro do Itapemerim, no Distrito 4410 do Rotary International, ambos estão visitando grandes empresários brasileiros que tenham interesse em participar da Fundação Rotária com contribuições extraordinárias. “Eles fazem parte do E/MGA, como consultores de doações extraordinárias e ao Fundo de Dotação da nossa Fundação Rotária”, disse o empresário José Ubiracy Silva, atual Diretor do Rotary International no Brasil, associado do Rotary Club do Recife, no Distrito 4500 do Rotary International. A área do Endowment/Major Gifts Adviser (E/MGA) tem como missão garantir que a Fundação Rotária continue com ritmo forte no financiamento de projetos pelo mundo inteiro, por meio de grandes doações (acima de US$10mil) e doações ao Fundo de Dotação, cuja a verba principal não é utilizada, mas sim os rendimentos. “Essa linha de contribuição de grande valor é essencial para a manutenção de programas, como no combate a paralisia infantil e o financiamento de 1.165 subsídios globais somente na atual gestão”, disse Hiroshi Shimuta, que está visitando clubes e distritos rotários expondo a importância deste trabalho, bem como se reunindo com empresários que estão compreendendo a necessidade de contribuir com a Fundação Rotária, neste trabalho humanitário. Recentemente aconteceu na cidade de Santos, no litoral paulista, a outorga do título da “Arch Klumph Society” a associada do Rotary Club de Santos, Terezinha Maria Calçada Bastos, que recebeu o título das mãos do engenheiro Roberto Barroso Filho, associado do Rotary Club de Santos, membro da Arch Klumph Society, e de Hiroshi Shimuta que também faz parte da sociedade. “Existem vários tipos de reconhecimento, para aqueles que compreendem ser a Fundação Rotária o meio para ajudar em diversos trabalhos humanitários pelo Mundo”, comentou o consultor rotário ao lembrar que a partir da doação de US$ 10 mil o doador receber a comenda “Major Donnors”, e a partir da contribuição de US$ 250 mil, passa a integrar a Sociedade Arch Klumph. “Temos as contribuições de no mínimo US$ 1 mil, com o Título Companheiro Paul Harris”, recordou Hiroshi Shimuta, que está no nível 3 da Arch Klumph Society contribuindo com mais de US$ 1 milhão. De acordo com o consultor rotário existem 14 pessoas membros da Arch Klumph Society, colocando o Brasil em sétimo lugar entre os 10 maiores participantes da Fundação Rotária, tendo os EUA com 383 integrantes, seguido de Taiwan com 64 e a Índia com 46 participantes. “Entre os 13 brasileiros, até então, todos são paulistas, ou seja, podemos crescer muito esse grupo de pessoas que acredita na Fundação Rotária”, ressaltou Hiroshi Shimuta ao lembrar da existência de uma doadora testamentária, além dos demais 13 membros registrados, e agora a 14ª integrante com Terezinha Maria Calçada Bastos. “No Mundo existem 690 contribuintes extraordinários que variam de US$ 250 mil a US$ 10 milhões em doações”, apontou o consultor rotário. A Arch Klumph Society foi criada em 2004 para homenagear os principais doadores para a Fundação Rotária. A sociedade leva o nome do sexto presidente do Rotary International, idealizador da Fundação Rotária. “Os integrantes são líderes inovadores que se dispõem a colaborar em um nível mais elevado ao trabalho da Fundação nas áreas da paz, educação, e serviços humanitários, abraçando para si a missão da entidade”, explicou Hiroshi Shimuta. #Eficaz Comunicação Empresarial Ltda – ME

Postado em 20 de Junho de 2017 por

Coordenadores alinham atividades da Imagem Pública

Os coordenadores da Imagem Pública do Rotary International para as Zonas 22A e 23A do Brasil, estão alinhando as atividades que serão desenvolvidas para a próxima gestão rotária que começa a partir do dia primeiro de julho. “Depois de recebermos as orientações transmitidas pelo Diretor Eleito do Rotary International, Paulo Augusto Zanardi, agora está sendo a vez das definições práticas e individuais”, disse o jornalista Márcio Cavalca Medeiros, associado do Rotary Club de Marília-Pioneiro, no Distrito 4510 do Rotary International, atual Coordenador da Imagem Pública do Rotary, que estará reunindo os assistentes para este alinhamento.O primeiro encontro aconteceu na cidade de Curitiba, Paraná, no Quallity Hotel de Curitiba, quando os dois coordenadores assistentes: Silvia Maria de Campos, associada do Rotary Club de Curitiba-Gralha Azul, no Distrito 4730 do Rotary International e Marco Antônio Cortez, associado do Rotary Club de Santo Ângelo, no Distrito 4660 do Rotary International, estiveram reunidos das 9hs as 16hs discutindo o planejamento para a Gestão 2017-18. “Considero importante este tipo de reunião para discutirmos como melhorar cada vez mais o assessoramento aos distritos brasileiros”, comentou Márcio Cavalca Medeiros que nos próximos dias estará reunido com os outros dois coordenadores assistentes: Valter Merlos, associado do Rotary Club de Araraquara-Morada do Sol, no Distrito 4540 do Rotary International e José Domingos Valarelli Rabelo, associado do Rotary Club de Sorocaba-Leste, no Distrito 4620 do Rotary International.Dentre os assuntos discutidos, foi feita uma revisão nas atividades realizadas na atual gestão que se encerra 30 de Junho, bem como as dificuldades e as necessidades de melhoria. Foi conversado como incluir as novidades e realinhamento dos distritos assessorados. O grupo também avaliou como a Imagem Pública do Rotary pode colaborar com as outras duas coordenações: Fundação Rotária e Desenvolvimento do Rotary. “Foi uma conversa muito proveitosa, em todos os sentidos, e concluímos o formato padronizado das exposições técnicas e as oficinas que vamos repetir nesta gestão”, acrescentou Márcio Cavalca Medeiros que manteve a mesma equipe de coordenadores assistentes pelo segundo ano consecutivo.Entre os dois assistentes participantes do encontro, ficou definido os 12 distritos que eles assessorarão na Gestão 2017-18. Silvia Maria de Campos vai assessorar os distritos rotários: 4640 – 4710 – 4630 – 4650 – 4651 e 4730, enquanto que Marco Antônio Cortez será responsável pelos distritos rotários: 4700 – 4670 – 4680 – 4780 – 4660 – 4740. “As duas zonas com que o grupo trabalha, no total chega a 25 distritos rotários, com uma média de cinco distritos para cada um envolvendo as regiões sudeste e sul do Brasil”, comentou Márcio Cavalca Medeiros que tem visitado os distritos envolvidos em eventos como: seminários, conferências, interclubes e em clubes. “Avançamos bem, mas há muito a crescer ainda”, defendeu o coordenador nacional das duas zonas rotárias.OFICINA DE TRABALHO – Em breve serão marcados os dois encontros regionais no sul do País, em que os Governadores, os eleitos, os indicados e os coordenadores distritais serão convidados a participarem, no sentido de compreenderem melhor o trabalho da Imagem Pública do Rotary no Brasil. “Nosso trabalho não se resume apenas em explicar o uso correto da marca, mas também o relacionamento com a mídia, a utilização das mídias sociais e principalmente o trabalho interno, para que o externo seja mais fácil”, explicou Márcio Cavalca Medeiros. #Eficaz Comunicação Empresarial Ltda – METelefone:(14) 98137.7189 (Vivo) E-mails: redacao@eficaz.jor.br ou atendimento@eficaz.jor.brSite: www.eficaz.jor.br - Twitter: marciocmedeirosSkype: marciomedeiros8020www.facebook.com/EficazComunicacaoEmpresarial

Postado em 19 de Junho de 2017 por

Localizar site dos clubes