Mostrando todas as publicações do Distrito

Clube discute internamente como crescer e se expandir

Uma conversa interna entre os associados do Rotary Club de Maracaí, no Distrito 4510 do Rotary International, na região centro-oeste do interior do Estado de São Paulo, aconteceu recentemente na sede social do clube rotário maracaiense com o objetivo de fortalecer o clube e crescer no número de associados. “Foi uma conversa franca e muito objetiva”, resumiu o presidente rotário da cidade, Willian da Silva Barbosa, que convidou o jornalista Márcio Cavalca Medeiros, associado ao Rotary Club de Marília-Pioneiro, para conduzir as discussões entre os associados. “Ele foi muito pontual e esclarecedor”, ressaltou o dirigente rotário local, que pretende realizar outro encontro como este em breve. Durante pouco mais de 60 minutos a conversa foi dividida em três partes: conhecimento, realidade e planejamento. Na primeira etapa foi falado sobre a organização mundial e os detalhes administrativos, principalmente quanto a importância do Estatuto e do Regimento Interno, e as diferenças entre os comportamentos rotários e os sociais. Na segunda etapa o clube fez uma reflexão interna quanto a presença na comunidade durante os mais de 10 anos de atividades apontando erros e acertos administrativos durante as últimas gestões; enquanto que na etapa seguinte um planejamento de ações começou a ser elaborado. “A revisão sobre o perfil do rotariano, penso que tenha sido o ponto mais importante”, frisou Márcio Cavalca Medeiros ao conduzir as discussões dentre estes três parâmetros. De acordo com o convidado o crescimento do clube quanto ao quadro associativo será iniciado a partir do momento da revisão sobre quem pode e deve ser associado ao clube. “Essa definição é fundamental para o fortalecimento do quadro associativo”, disse o jornalista que esteve como Governador do Distrito 4510 do Rotary International, na Gestão 2011-12. “Um Rotary Club não é formado somente de amigos”, disse enfaticamente. “Um Rotary Club é formado por lideranças da cidade, que necessariamente não sejam amigos íntimos dos rotarianos, por enquanto”, acrescentou o dirigente rotário regional. “Precisamos convidar para fazer parte do clube pessoas comprometidas, interessadas, responsáveis e que tenham o foco na humanidade e não nelas próprias”, refletiu o convidado que deve retornar ao clube maracaiense em breve para um encontro nas presenças de convidados e familiares. Na opinião do presidente do Rotary Club de Maracai, o encontro foi produtivo em virtude de que muitos associados se quer tinham conhecimento da grandiosidade do Rotary International, e principalmente dos detalhes administrativos que fazem a diferença. “Passaremos a falar mais sobre o Rotary dentro de nossas reuniões”, admitiu o presidente rotário local ao considerar importante acrescentar nas atividades rotárias a educação, instrução e informação rotárias. “Vamos revisar nosso estatuto e escrever o nosso regimento interno”, prometeu Willian da Silva Barbosa que já vinha discutindo esses assuntos nas reuniões do conselho diretor. “Precisamos ter em mente que nós passamos, mas o clube fica”, justificou o líder rotário maracaiense. #Eficaz Comunicação Empresarial Ltda – METelefone:(14) 98137.7189 (Vivo) E-mails: redacao@eficaz.jor.br ou atendimento@eficaz.jor.brSite: www.eficaz.jor.br - Twitter: marciocmedeirosLinkedin: https://www.linkedin.com/in/márcio-c-medeiros-69097820/www.facebook.com/EficazComunicacaoEmpresarialSkype: marciomedeiros8020Instagram: marcio.c.medeiros

Postado em 02 de Outubro de 2018

Evento mostra detalhes sobre os subsídios disponíveis

O Seminário do Distrito 4510 do Rotary International realizado no último final de semana, nas dependências da Universidade de Marília (Unimar), reunindo rotarianos do centro-oeste paulista, apresentou detalhes sobre os subsídios disponíveis para investimento nas 38 cidades onde existe um Rotary Club. “Serão quase U$ 30 mil que vamos procurar distribuir aos clubes com direito a requisitar parte deste valor”, disse o Governador do Distrito 4510 do Rotary International, o delegado de polícia, João Evangelista Pereira, associado ao Rotary Club de Lucélia. “Os subsídios distritais são para projetos locais ou internacionais, com menor valor a curto prazo”, completou o dirigente que apresentou os detalhes no evento regional realizado na cidade de Marília. De acordo com a Coordenadora Distrital da Fundação Rotária, a funcionária pública, Maura Amábile Betti Fagundes de Queiroz, associada ao Rotary Club de Marília-Pioneiro, na média dos últimos três anos somente cinco clubes contribuíram com mais de U$ 200 mil, tendo outros sete com até U$ 200 mil, e somente 11 clubes que contribuíram entre U$ 100 e U$ 150 mil para a The Rotary Foundation. “São 44 clubes que contribuíram apenas entre 50 e U$ 100,00 cada associado para a nossa fundação”, disse em tom de preocupação, ao parabenizar os clubes rotários: RC de Presidente Prudente-Leste, RC de Presidente Prudente-Rosa dos Ventos, RC de Presidente Prudente-Nascente, RC de Bauru-Norte e RC de Marília-Quatro de Abril que foram os que mais contribuíram para a The Rotary Foundation. “Eles terão disponíveis aproximadamente mil dólares de subsídios, cada”, anunciou a coordenadora. O coordenador assistente da Fundação Rotária para o Brasil, o contabilista Ricardo de Maio Bermejo, associado ao Rotary Club de Assis-Norte, apresentou dados interessantes de que o D4510 do RI tem disponível para investimento US$ 183.536,78, que ainda não foram utilizados pelos clubes rotários do centro-oeste paulista. “O Brasil tem mais de US$ 3 milhões disponíveis e os rotarianos brasileiros não utilizam esse recurso”, lamentou o dirigente ao apontar os projetos humanitários, bolsas de estudos e investimentos em equipe de formação promocional como os focos principais de uso. “Precisamos nos especializar na elaboração de projetos”, sugere o dirigente que pretende desenvolver trabalho neste sentido. O outro coordenador assistente da Fundação Rotária para o Brasil, Alberto Baccarin, associado ao Rotary Club de Ibiporã, norte do Paraná, no Distrito 4710 do Rotary International, mostrou a importância da fundação dos rotarianos para os investimentos nas necessidades da comunidade. “Primeiramente temos que ouvir a comunidade sobre as necessidades, elaborar um projeto viável e sustentável e acompanhar o próprio desenvolvimento”, disse o dirigente convidado que motivou a todos com ideias, propostas e mostrou conceitos importantes da organização mundial que desenvolve um trabalho exemplar quanto a erradicação da paralisia infantil. “Esse será o nosso maior legado”, ressaltou ao ouvir do médico, Nestor Amarilho, associado ao Rotary Club de Assis-do Vale, no D4510 do RI, um resumo do trabalho realizado no Brasil na campanha nacional de vacinação em massa. # Eficaz Comunicação Empresarial Ltda – ME Telefone:(14) 98137.7189 (Vivo) E-mails: redacao@eficaz.jor.br ou atendimento@eficaz.jor.br Site: www.eficaz.jor.br - Twitter: marciocmedeiros Linkedin: https://www.linkedin.com/in/márcio-c-medeiros-69097820/ www.facebook.com/EficazComunicacaoEmpresarial Skype: marciomedeiros8020 Instagram: marcio.c.medeiros

Postado em 27 de Setembro de 2018

Localizar site dos clubes